Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Contagem e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal de Contagem
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Flickr
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JAN
25
25 JAN 2024
OBRAS E SERVIÇOS URBANOS
REGIONAL NACIONAL
REGIONAL RESSACA
Prefeitura se reúne com Estado para acelerar e ampliar obras de prevenção de enchentes em Contagem
enviar para um amigo
receba notícias

Empenhada em melhorar a infraestrutura de Contagem e tornar a cidade mais preparada para enfrentar os períodos chuvosos, a Prefeitura de Contagem reuniu sua equipe de trabalho com representantes do governo estadual para discutir e ampliar a parceria para a realização de obras de contenção de cheias no município.

Atualmente, a implantação de quatro bacias de detenção de cheias está em desenvolvimento na cidade, uma na praça da rua Rio Volga, no Riacho; outra próxima à empresa Toshiba, no bairro Santa Maria, região Industrial; além da Vila PTO e Vila Itaú, também no Industrial. As obras são fruto de parceria entre Contagem e o governo do Estado, que garantirá outras intervenções de macrodrenagem a serem iniciadas em breve.

Na reunião com integrantes da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra), ocorrida na última quarta-feira (24/01), na Cidade Administrativa, a prefeita Marília Campos tratou da execução das obras em andamento, pedindo celeridade na conclusão e buscou apoio para a realização de mais intervenções em outras áreas da cidade, também afetadas pelas chuvas devido aos eventos climáticos que vem se agravando nos últimos anos.

“O que estamos fazendo já começa a surtir efeito positivo, mas tivemos problemas em outras regiões da cidade, como o Nacional e a Ressaca, e são regiões que merecem uma atenção especial e já estamos planejando intervenções para que a população tenha tranquilidade para passar pelos períodos de chuva”, destacou.

O governo estadual é responsável pela execução das bacias da praça Rio Volga (B2), que já está com funcionamento pleno, e da Toshiba (B5), prevista para ser concluída até o fim do ano. Além disso, o Estado irá realizar obras de drenagem na av. Alvarenga Peixoto, bairro Amazonas, no Industrial, e de duplicação da galeria na av. Francisco Firmo de Matos, que promete acabar com as enchentes na região da Vila Samag e da trincheira do Itaú. Paralelamente, a Prefeitura está fazendo uma nova travessia da drenagem na av. David Sarnoff, próxima a esta trincheira.


“A bacia da (praça) Rio Volga já está totalmente operacional e tem contribuído muito nas últimas chuvas. Tanto que a situação ocorrida na Vila Marimbondo certamente teria sido mais grave, não fosse essa bacia. Já a bacia da Toshiba tem previsão de ser concluída no fim deste ano”, detalhou o coordenador geral de Obras de Infraestrutura de Contagem, Pedro Paulo Ferreira.

Essas obras foram viabilizadas por meio da parceria entre governos federal, estadual e municipal e contam com investimentos de R$124 milhões financiados junto à Caixa Econômica Federal, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), agregado ao aporte feito por Contagem de R$27,8 milhões. A bacia Rio Volga tem capacidade de retenção de 27,1 milhões de litros de água das chuvas, o equivalente a 12 piscinas olímpicas. Neste momento, uma praça de lazer está sendo implantada sobre a área da bacia, incluindo uma pista de skate, conquista do município, que acolheu o pedido da comunidade. A previsão para entrega completa da intervenção é até maio de 2024. Já a bacia da Toshiba terá capacidade de reter 21 milhões de litros de água, com expectativa de ficar pronta até o fim deste ano.

Já as bacias nas vilas PTO (B3) e Itaú (B4) são executadas pela Prefeitura de Contagem, fruto do acordo firmado entre Contagem e Belo Horizonte com o governo estadual. O investimento feito para as obras da bacia B3 é de R$24 milhões, e da bacia B4, R$74 milhões. Os recursos são provenientes do Termo de Reparação da mineradora Vale por consequência do rompimento da barragem de Brumadinho, repassados ao município pelo Estado. Contagem, por sua vez, fez aporte de R$7 milhões no projeto.

 

“As duas bacias que a Prefeitura está executando estão em andamento. Na Vila PTO, está em 60%, e a da Vila Itaú já tem 40% de efetividade. Como a área dessas bacias já foi escavada, está sendo possível acumular água das chuvas e até aqui evitaram transbordamento na av. Teresa Cristina”, pontuou o secretário municipal de Obras, Rômulo Perilli. O principal objetivo desta intervenção será reduzir o risco de alagamentos em Contagem e Belo Horizonte, principalmente na região da avenida Tereza Cristina, e evitar o transbordamento dos córregos Ferrugem e Ribeirão Arrudas. Dentro do mesmo convênio, Belo Horizonte está implantando uma bacia de detenção na Vila Esporte Clube. Juntos, esses três reservatórios vão ter capacidade de reter 755,1 milhões de litros de águas.

 

Autor: jornalista Rômulo Abreu / Edição Carol Cunha
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia