Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Contagem e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal de Contagem
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Flickr
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
OUT
03
03 OUT 2023
CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO
Transparência: Contagem está com as contas em dia e despesas abaixo do teto determinado por lei
enviar para um amigo
receba notícias

A Prefeitura de Contagem, por meio da Controladoria-Geral, realizou na sexta-feira (29/09), na Câmara Municipal, a terceira audiência pública do ano de 2023 para prestação de contas relativas às receitas e despesas do município, referentes ao 2º quadrimestre. De acordo com os dados, a Prefeitura está com as contas em dia, com despesas abaixo do teto determinado pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e boa capacidade de endividamento, o que permite ao município atrair investimentos externos para os projetos da gestão municipal. 

Outra notícia positiva é que, no período observado, o município ampliou suas receitas correntes, em 14%, saltando dos R$1.658,06 bilhões previstos para R$1.892,18 bilhões realizados. Já o endividamento de longo prazo é baixo (-7,41) e o  município apresenta, no momento, uma situação bastante confortável, significando boas condições de arcar com os compromissos financeiros assumidos e fazer novos investimentos.     

A prestação de contas ocorre em cumprimento a Lei de Responsabilidade Fiscal – Lei Federal nº 101/2000. Os dados foram apresentados pela auditora-geral de Contagem, Lílian Maria de Sá Santos, e pelo assessor de planejamento da Secretaria de Saúde, Newton Sérgio Lemos. O vereador Léo da Academia também presidiu a mesa.

Responsabilidade Fiscal 

Quanto aos limites estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal, Contagem está em posição confortável, pois as despesas com pessoal ficaram em 48,09 %, quando o limite de alerta é de 48,60% e o máximo, 54%.  Para a controladora-geral do Município, Nicolle Bleme, a Prefeitura tem sido extremamente responsável do ponto de vista orçamentário, mantendo o controle das contas e dos gastos públicos e, ao mesmo tempo, garantindo o investimento em políticas públicas. “É uma combinação de responsabilidade fiscal com investimentos em todas as áreas da administração municipal, realizando uma boa gestão pública”, afirmou.  

Fundeb 

Na saúde e educação, a Prefeitura de Contagem segue cumprindo o que determina a Constituição Federal, ou seja, mínimo de 15% de investimentos na saúde e mínimo de 25% na educação.  

Os gastos com o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação - Fundeb, referentes à remuneração dos profissionais, atingiram o percentual de 97,53%, acima do que a lei prevê que é de 70% em despesas.  

A prestação de contas da Prefeitura pode ser conferida, acessando aqui.

 

Autor: Repórter Pillar Batista/ Edição Carol Cunha
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia