Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Contagem e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal de Contagem
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Flickr
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JAN
26
26 JAN 2024
ASSISTÊNCIA SOCIAL
DEFESA CIVIL
OBRAS E SERVIÇOS URBANOS
Prefeitura assiste famílias e limpa áreas afetadas pelas chuvas que atingiram o município no dia 23
enviar para um amigo
receba notícias

Uma equipe de, aproximadamente, 40 servidores públicos da força-tarefa criada para atendimento às vítimas das chuvas em Contagem percorreram ontem, quinta-feira (25/1), duas das regiões mais afetadas pelo temporal que atingiu o município na noite do dia 23/1. A equipe esteve no Chácaras Planalto, na região do Nacional, e na Vila Bonanza, na Ressaca. Nesses locais, técnicos da Defesa Civil, trabalhadores da Limpeza Urbana,  agentes de saúde e do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) ofereceram toda a assistência para as famílias afetadas pelo transbordamento dos córregos Bom Jesus e Bonanza. 

“Estamos aqui provendo o auxílio imediato da limpeza e desinfecção das casas, fornecendo marmitas e cestas básicas e todo apoio necessário nesse momento difícil, mas também vamos nos reunir para estudar meios de minimizar os problemas de cheias nesses locais no curto, médio e longo prazos”, ressaltou a prefeita Marília Campos que acompanhava, de perto, os trabalhos.  As regiões Nacional e Ressaca foram as mais atingidas pela chuva intensa na última terça-feira, que registrou 85 mm de precipitação em apenas seis horas, que corresponde à chuva prevista para metade do mês. 

Além da limpeza e assistência às famílias, a Prefeitura executa uma obra de drenagem e pavimentação na avenida Cinco (antiga avenida A), no Chácaras Planalto, em que um dos objetivos é minimizar os impactos em períodos chuvosos, futuros. Para buscar soluções, técnicos da Prefeitura, segundo o secretário de Obras e Serviços Urbanos, Rômulo Perilli, também irão averiguar uma denúncia feita pelos moradores de que a obra de construção do centro de distribuição de um supermercado, na região, teria sido a causa da enchente, já que grandes volumes de terra teriam sido retirados e lançados no córrego Bom Jesus, ocasionando o transbordamento. A prefeita Marília Campos determinou que a investigação e o levantamento dos prejuízos sejam feitos e que a responsabilidade seja apurada. 

Ações

Desde quarta-feira, a equipe da Prefeitura vem atuando nas áreas afetadas, inclusive, na Chácaras Planalto (região Nacional) e na rua Posto Guanabara, na Vila Bonanza  (região Ressaca), onde foram distribuídos 15 galões de hipoclorito para desinfecção das casas. Máquinas e caminhões irão trabalhar até que toda a sujeira seja removida e as ruas fiquem limpas novamente. Desde o dia 31 de dezembro até 25 de janeiro, foram abertos 234 registros de ocorrências relacionadas às chuvas.

Plancon

Desde 2022, Contagem mantém uma força-tarefa, o chamado Plano de Contingência de Proteção e Defesa Civil (Plancon), composto por profissionais das secretarias de Defesa Social, Obras e Serviços Urbanos, Desenvolvimento Urbano e Habitação, Desenvolvimento Social e Saúde, que atua preventivamente para minimizar  os efeitos de eventos climáticos como os que têm sido observados desde o início de 2024. 

O plano é, também, responsável por planejar ações  e identificar áreas de risco hidrológico e geológico, propondo medidas e obras para evitar o agravamento de ocorrências inevitáveis como excesso de chuva, alagamentos e desmoronamentos. De acordo com a  subsecretária de Defesa Civil,  Ângela Gomes,  quando há ocorrências desse tipo, a equipe é acionada e instala-se um “gabinete de crise”, para que, imediatamente, todos os esforços se concentrem no socorro e acolhimento às vítimas. “Essa ação dura 24 horas ininterruptas. São esses profissionais que têm levado o socorro imediato às vítimas das chuvas e prestado os primeiros atendimentos”, explicou. 

NUPDEC

Além disto, o Plancon prevê a identificação e treinamento de voluntários em cada uma dessas regiões para atuarem em caso de catástrofes, por meio dos Núcleos Comunitários de Proteção e Defesa Civil (Nupdec). São 32 Nupdec em todo o município e um deles fica na região da Ressaca. Moradora da Vila Bonanza, Rosamar de Jesus Silva, faz parte do Nupdec e foi quem acionou a Defesa Civil. “Assim que percebi que o volume de água ao redor das casas estava anormal, usei os conhecimentos obtidos nos treinamentos para salvar e orientar meus vizinhos, bem como acionar a equipe da Defesa Civil”, contou.    

Clique aqui e confira a galeria de fotos

 

Autor: jornalista Pilar Batista com colaboração do jornalista Leonardo Melo / Edição Carol Cunha
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia