Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Contagem e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal de Contagem
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Flickr
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
NOV
28
28 NOV 2023
AGENDA CULTURAL
CULTURA
EDUCAÇÃO
Alunos da E. M. Newton Amaral Franco brilham na exposição fotográfica "Permita-se Iluminar"
Foto Noticia Principal Grande
Foto: Jhonatan Otero/PMC
enviar para um amigo
receba notícias
Mostra, inspirada no livro “O Sapo Iluminado”, fica no hall da Prefeitura até o dia 30/11, e segue para a Secretaria de Educação, no bairro Santa Cruz, onde poderá ser visitada até o fim do ano

Promover a imersão dos estudantes em atividades culturais diversas, gerando interação social, formas dinâmicas de aprendizado e conhecimento, é uma das linhas de ação da rede municipal de ensino de Contagem. Nesse sentido, a Escola Municipal Newton Amaral Franco, localizada no bairro Petrolândia, se transformou em um palco de luz e inspiração, com a exposição fotográfica “Permita-se Iluminar’’. São 20 fotos, ao todo, exibidas em uma mostra itinerante e também em uma exposição fixa na escola. Cada imagem capturou não apenas a beleza, mas também a essência e a pureza das crianças envolvidas no projeto. 

A ideia da exposição veio da bibliotecária, Sheila Rodrigues, a partir da Roda de Leitura, atividade que acontece semanalmente  com todos os estudantes na biblioteca, na qual um título é compartilhado ou uma história contada. A partir da leitura e discussão da história de "O Sapo Iluminado", surgiu o gatilho para realização das fotos. 

O livro apresenta a história de um sapinho que tinha medo de existir, de ser ele mesmo, por isso se camuflava e se escondia dos outros sapinhos do brejo, até que um dia, engole um pirilampo, cuja luz, permite que ele se autodescubra e perceba que aquele ser que ele se recusa ver refletido na lagoa  é na verdade um sapinho tão maravilhoso quanto qualquer outro sapinho da lagoa. 

“Ao final da leitura, eu perguntei aos alunos se, em algum momento, eles se sentiam como o sapinho, se já sentiram medo de existir ou de ser eles mesmos, e a resposta deles me surpreendeu. Algumas crianças e adultos se sentiram acolhidos para relatarem suas experiências. Tais momentos foram emocionantes, daí veio a ideia de realizar uma sessão fotográfica com as crianças”, relatou Sheila. 

Baseado nos relatos das crianças e na história do livro, Sheila idealizou a dinâmica das fotos. Para que a ideia fosse executada, os fotógrafos, que são parceiros da biblioteca desde de 2018, realizaram uma sessão de fotos com os estudantes do 5º ano do segundo turno. A autora do livro, esteve na escola e também participou da sessão fotográfica.

“A ideia de fazer os retratos daquela maneira é dizer para todos que não importa pelo que você está passando ou sofrendo, permita receber afeto, carinho e cuidado. E, acima de tudo, não permita que ninguém apague a sua luz. Por isso, o fundo escuro na foto, a luz que a criança segura nas mãos e os pequenos pirilampos voando no espaço simbolizam coisas boas como carinho, apego e irmandade, mostrando que podemos compartilhar e também receber”, destacou a bibliotecária. 

“Foi enriquecedor fotografar cada uma das crianças. A fotografia tem um valor social e transformador muito grande. Na frente da câmera, as crianças se apresentam como elas gostariam de ser vistas pelo mundo: lindas e respeitadas. Peço a todos que visitem a exposição, tirem fotos, publiquem e que ajudem a fomentar a arte, porque ela transforma vidas!”, ressaltou a fotógrafa Gilmara Santos.

Uma das alunas fotografadas, Nicolly Gabrielly, 11, compartilhou sua experiência: "Esse projeto é muito legal para você aprender um pouco mais sobre os outros e para você nunca deixar apagar o brilho do seu vagalume", contou a aluna do 5° ano.

A administradora da Regional Petrolândia, Letícia da Penha, elogiou o trabalho da escola e destacou a importância desse projeto para o desenvolvimento das crianças de Contagem, "A Escola Newton Amaral Franco tem sido um farol de inspiração para nossos jovens. Projetos como 'Permita-se Iluminar' não apenas nutrem a criatividade e a autoexpressão das crianças, mas também iluminam o caminho para um futuro brilhante".

O trabalho contou com a participação de todos os estudantes do 1° e 2° turnos, e as fotos retratam os alunos do 5° ano, do 2° turno. A exposição pode ser conferida no hall da Prefeitura de Contagem até 30/11. Na sequência, segue para a Secretaria de Educação (rua Coimbra, nº 100 - bairro Santa Cruz Industrial), onde fica até o fim de dezembro. A mostra também pode ser vista na biblioteca da E. M. Newton Amaral Franco (rua Estireno, 15 - Petrolândia), até 30 de dezembro.

Autor: estagiários Murilo Luis e João Vieira sob supervisão do jornalista Augusto Nascimento / Edição e revisão: Ana Paula Figueiredo
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia