Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Contagem e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal de Contagem
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Flickr
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
OUT
03
03 OUT 2023
SAÚDE
Equipe multidisciplinar do CMI realiza cirurgia complexa em gestante e bebê de alto risco
Foto Noticia Principal Grande
Foto: Isabela Lucien/PMC
enviar para um amigo
receba notícias

O Centro Materno Infantil de Contagem (CMI) protagonizou um feito notável, no mês de setembro, ao realizar dois procedimentos de alta complexidade, executados apenas em grandes instituições hospitalares. Os procedimentos, que envolveram uma gestante de alto risco, com diagnóstico de gastrosquise, destacaram-se pelo sucesso do resultado alcançado e pela atenção prestada à mãe e ao recém-nascido.

A paciente em questão, L.E.L, 29, estava em sua quinta gestação, e o pré-natal revelou um diagnóstico delicado de gastrosquise. “Trata-se de uma condição rara, na qual os músculos e a pele da parede abdominal do feto não se fecham completamente, permitindo que parte do intestino e até mesmo outros órgãos, como o estômago e o fígado, fiquem expostos”, explicou a superintendente do CMI, Dulcinéia Cordeiro. 

Para garantir o acompanhamento adequado da gestação, a paciente foi internada na Casa da Gestante em duas ocasiões, permitindo uma avaliação mais próxima de seu quadro clínico. De acordo com Dulcinéia, no dia anterior ao parto, devido alterações detectadas nos exames de imagem, que apontaram uma piora no quadro, a equipe médica tomou a difícil decisão de interromper a gestação e realizar uma cesariana de emergência, mesmo estando com 36 semanas e dois dias de gravidez, visando a segurança tanto da mãe, quanto do bebê.

O parto ocorreu às 9h, do dia 8/9, e o bebê nasceu dentro do esperado, pesando 3020g. “O sucesso desse procedimento foi possível graças à equipe competente e multidisciplinar que temos aqui no CMI”, destacou Dulcinéia Cordeiro. 

A superintendente explicou que, após o nascimento, o recém-nascido foi prontamente assistido, estabilizado e submetido a cuidados imediatos antes de ser encaminhado para a cirurgia de fechamento da parede abdominal, que transcorreu sem intercorrências em um único tempo cirúrgico.

Com a cirurgia concluída com sucesso, o recém-nascido foi transferido para a Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) do CMI, onde continua recebendo a assistência necessária. “Até o momento, sua recuperação tem sido positiva, trazendo esperança e alívio para a mãe e a equipe médica que enfrentaram esse desafio complexo”, afirmou Dulcinéia.

A mãe do bebê afirmou estar bem positiva e aguardando a alta do seu filho. “Todo o time de enfermagem e médicos está cuidando muito bem do meu filho. Ele recebe toda a atenção e medicação necessária, e faz todos os exames. Espero que logo ele saia do Centro de terapia Intensivo (CTI) e possamos voltar para casa”, ressaltou L.E.L.

Ela também ressaltou o acolhimento recebido desde o primeiro momento que pisou no CMI. “Fico muito grata pelo cuidado que tiveram comigo desde que fui encaminhada para o CMI, principalmente a dra. Ingrid. Mesmo com outros diagnósticos anteriores, ela identificou o que realmente estava acontecendo e conseguiu tomar as melhores decisões para eu e meu filho ficarmos bem”, disse L.E.L.

O sucesso clínico do caso é um bom exemplo do comprometimento da equipe médica e da importância de contar com instalações e profissionais capacitados para enfrentar desafios de saúde complexos. “Esse momento demonstra a capacidade dos profissionais de saúde que atuam em Contagem e ressalta a importância que o Hospital Municipal e a Prefeitura têm dado para a saúde no município”, finalizou Dulcinéia.

Autor: Estagiário Davi Sousa, sob supervisão da jornalista Ana Paula Figueiredo
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia