Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Contagem e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal de Contagem
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Flickr
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
enviar para um amigo
receba notícias

A Prefeitura de Contagem, em fevereiro, busca conscientizar a população sobre a segurança do motociclista, personagem que, no trânsito, se torna vulnerável diante de outros veículos maiores e que, em muitos acidentes, acaba sendo o mais prejudicado, inclusive, perdendo a vida.

Neste sentido, a Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes de Contagem (Transcon), lançará a campanha educativa denominada “Na vida real, nem sempre há uma segunda chance".

A campanha enfatiza a importância do respeito ao motociclista, do uso adequado dos equipamentos de segurança e relembra como se proteger dos riscos aos quais os motociclistas estão constantemente expostos.

Além disso, a iniciativa lembra que, por estar mais exposto ao risco, o motociclista deve ser protegido e respeitado pelos veículos maiores. Dessa forma, é importante adotar comportamentos seguros no trânsito para aumentar a segurança nas vias para todos.

A Transcon, durante todo o mês, vai realizar abordagens diferentes, informando motoristas em pontos diversos da cidade sobre o uso adequado de equipamentos de segurança, além de uma ação com distribuição de antenas corta-pipa, ainda a ter a data definida.

Dados

Entre os condutores, os motociclistas são os mais vulneráveis no trânsito. Um dado que reflete essa realidade foi levantado pelo Ministério da Saúde: a taxa de internação de motociclistas cresceu 55% em dez anos, passando de 3,9 para 6,1 por 10 mil habitantes no Brasil. Acidentes envolvendo motociclistas estão entre as dez principais causas de morte em países de baixa e média renda, tornando-se um problema de saúde global.

Autor: jornalista Rafaela Galdino / Edição: João Cavalcanti
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia